Um policial militar foi preso por supostamente disparar tiro e agredir funcionários de um hotel, no Distrito Federal, na madrugada deste domingo (7/11). O 1º sargento José Wellington Campos Bezerra, 50 anos, disse à corporação que discordou de valores cobrados pelo estabelecimento por serviços que não teriam sido prestados.

Houve uma discussão entre o recepcionista do hotel, dois funcionários e o policial. “O militar disse que, para se defender, efetuou um disparo de arma de fogo. Duas pessoas foram socorridas e acusam o policial de coronhadas no nariz e na cabeça”, informou a Polícia Militar do DF (PMDF), em nota.

O policial foi levado ao Instituto de Medicina Legal (IML) e, em seguida, ao presídio militar, onde permanece detido.

Em nota, a PM disse que vai abrir processo legal para apurar os fatos. A corporação afirmou que “não compactua nem coaduna com possíveis ações ilegais de seus integrantes”.

Uma ocorrência sobre o caso foi registrada na 20ª Delegacia de Polícia (Gama), relatando crimes de ameaça, lesão corporal grave, ameaça e disparo de arma de fogo.