A Polícia Civil afirma que, nesta segunda, apreendeu vários tabletes de tipos diferentes de “skunk”, haxixe, dinheiro em espécie, uma arma de fogo, celulares e balanças de precisão.

Polícia apreende drogas, dinheiro, arma e munição em operação contra tráfico no DF — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Polícia apreende drogas, dinheiro, arma e munição em operação contra tráfico no DF — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Segundo os investigadores, os envolvidos agiram de forma “estável e permanente” na compra de entorpecentes e revenda do material a valores mais altos. A apuração indica que eles adquiriam as drogas no Rio de Janeiro e em Goiás, e traziam para a capital.

“Nós conseguimos identificar o modus operandi desse grupo criminoso. Eles utilizavam, além do aplicativo de mensagens WhatsApp, também as redes sociais para fazer as vendas das substâncias entorpecentes. Depois, faziam as entregas utilizando seus veículos”, explica o delegado Thiago Peralva, da 19ª Delegacia de Polícia, em Ceilândia.

Os mandados desta segunda foram cumpridos em Águas Claras, Arniqueira, São Sebastião, Núcleo Bandeirante, Vicente Pires e Samambaia. Os agentes também foram a duas cidades do Entorno: Valparaíso de Goiás e Planaltina de Goiás.

“Em sua maioria, os investigados não possuem passagens pelo crime de tráfico de drogas o que facilitaria a venda do material entorpecente por parte do grupo criminoso”, diz a Polícia Civil, em nota.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, ao todo, as investigações começaram no fim do ano passado, quando integrantes do grupo foram presos em flagrante. As apurações continuaram ao longo do último ano e, nesse período, foram apreendidos cerca de 57 quilos de skunk com os suspeitos.

Segundo o delegado Thiago Peralva, os suspeitos vão responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.