Goiás é o segundo estado com a maior taxa de incidência de dengue em 2021, ficando atrás apenas do Acre. Os dados são do último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, que contabiliza os casos da doença do início do ano até 2 de outubro.

De acordo com o documento, Goiás registrou 43,3 mil casos de dengue, o que corresponde a uma taxa de 599,6 para cada 100 mil habitantes. É a segunda maior taxa entre todas as unidades da federação.

O Acre, que tem uma população de menos de 1 milhão de habitantes, é o estado com a maior taxa: 1.512,2 casos de dengue para cada 100 mil habitantes.

Atrás de Goiás no ranking da dengue estão Mato Grosso (445,7), Distrito Federal (405,8) e Mato Grosso do Sul (392,4). A região Centro-Oeste apresentou a maior taxa de incidência de dengue, segundo o boletim do

Mortes

O Brasil já registrou 199 mortes por dengue em 2021, ainda de acordo com o boletim epidemiológico. Desses óbitos, 18 foram em Goiás. É o terceiro estado com mais mortes por dengue em números inteiros. Os dois primeiros são São Paulo, com 58 óbitos, e Paraná, com 28.

O Ministério da Saúde ressalta no boletim “a necessidade de implementar ações para redução de casos e investigação detalhada dos óbitos, para subsidiar o monitoramento e assistência dos casos graves e evitar novos óbitos.”

 

 

 

Fonte: Metrópoles