Um casal está preso suspeito de extorquir e hackear usuário de rede social, em Valparaíso de Goiás. De acordo com a Polícia Civil, uma mulher que trabalhou para a vítima há 1 ano reapareceu pedindo novamente por um emprego. Aos policiais, a vítima relata que não deu o emprego, mas ofereceu ajuda e apresentou interesse amoroso na suspeita, que se aproveitou da situação para extorqui-lo. O namorado da investigada teria participado da iniciativa ao hackear, ou seja, invadir o perfil da vítima na internet.

Segundo as investigações, a mulher teria trabalhado para a vítima durante 28 dias em 2020, mas acabou demitida por razões não explicadas. Em setembro de 2021, a mulher reapareceu solicitando nova oportunidade, dizendo que precisava muito de ajuda.

Interessado amorosamente na mulher, o homem se comoveu e ofereceu para bancá-la e passou a trocar mensagens românticas com a suspeita. Contudo, a mulher passou a exigir dinheiro da vítima.

“Ela passou a ameaçar a vítima para conseguir dinheiro, dizendo que ia expor as mensagens que eles trocaram para a esposa dele”, detalhou a delegada do caso, Samya Nogueira Barros.

Casal suspeito de extorquir e hackear rede social de homem é preso em ValparaísoAo todo, foram R$ 1.200,00 de prejuízo financeiro (Foto: Reprodução – PC)

A mulher exigiu R$ 1 mil logo na primeira ameaça, quantia que foi paga pela vítima. No entanto, a mulher continuou com a extorsão, pedindo mais R$ 200 que também foram repassados. O prejuízo financeiro ficou em R$ 1,2 mil.

Namorado da suspeita a ajudou no crime ao hackear rede social da vítima

A delegada afirma ainda que a mulher não agiu sozinha no crime. O namorado dela teria hackedo o perfil da vítima em uma rede social. Segundo a investigadora, o suspeito também ameaçava a vítima, dizendo que se ele não enviasse mais dinheiro “sofreria as consequências”.

“Ele dizia que sabia onde a vítima morava, com quem morava, que se ele não enviasse o dinheiro ‘ia ver o que ia acontecer’”, explica a investigadora. A vítima, no entanto, se recusou a enviar mais dinheiro e teve o perfil na internet invadido.

“Fizeram uma série de postagens expondo a vítima, expondo as conversas, chamando a vítima de assediadora e causando uma situação desagradável”, afirma a delegada.

Prisão

A vítima procurou a polícia logo após a exposição na internet. A partir disso, os suspeitos foram localizados e presos por extorsão. Segundo a delegada, a mulher debochou da situação durante o interrogatório. “Ela estava rindo aqui, totalmente sem remorso ou ressentimento”, afirma.

Já o namorado da suspeita se manteve em silêncio e de cabeça baixa durante todo o tempo. Como o nome do casal não foi informado pelas autoridades